SEJAM BEM VINDOS
HORA DO MATE

Conheça os Grammys que artistas brasileiros trouxeram para casa

Reprodução Google

 

Todos os anos o melhor da música é celebrado e distinguido durante a cerimónia dos Grammy Awards. Tratando-se do maior e mais prestigiado prémio da indústria musical em todo o mundo, condecorado pela National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos, que cuidadosamente procura honrar aqueles artistas que se demarcaram na arte da gravação musical e trouxeram algo de novo à comunidade.

Os que apreciam música e costumam acompanhar notícias sobre o meio sabem quase certamente que o Grammy é um prémio que se divide em subcategorias, procurando dessa forma tocar diferentes géneros musicais. No entanto, isto constitui também uma grande vantagem para todos os artistas que não se encaixam nas subcategorias mais tradicionais… e até mesmo em artistas estrangeiros.

Tal aconteceu, por exemplo, com o artista brasileiro mais premiado com Grammys até à data (um nome que provavelmente nunca ouviu falar) mas que devia sem dúvida conhecer. Estou a falar do violinista Laurindo de Almeida, um brasileiro emigrado nos Estados Unidos que, durante o seu período áureo de 1960 a 1964, levou para casa cinco Grammys pelos seus trabalhos em música e composição clássica, tal como melhor performance em jazz.

Mas calma. Se acha que os únicos brasileiros a receber Grammys foram aqueles que se encaixavam mais facilmente nas pequenas subcategorias, deixe-me então falar-lhe de João Gilberto, um dos nomes mais importantes da bossa nova, que em 1964 conseguiu receber o Grammy de melhor álbum com o trabalhoGetz/Gilbert – um disco gravado com o artista Stan Getz – e ainda um Grammy para a icónica “Girl from Ipanema”, que cantou com a sua esposa, Astrud Gilberto, e lhes valeu o Grammy de melhor gravação.

Em 2000, João Gilberto voltou a dar que falar na cerimónia dos Grammy quando o seu nome surgiu na categoria de “world music”, lado a lado com outros músicos de nacionalidade estrangeira. Por esta categoria já passaram também nomes como Sergio Mendes (1992), Milton Nascimento (1997), Gilberto Gil (1998 e 2005) e Caetano Veloso (1999). Todos os artistas levaram pelo menos um Grammy para casa.

Não nos podíamos esquecer também de Tom Jobim que, além de ser um génio da música, também recebeu um Grammy. Infelizmente, o co-autor da música “Girl from Ipanema” já não estava cá para receber tal distinção pelo trabalho Antonio Brasileiro, que lhe valeu o Grammy na categoria de melhor performance de jazz latino. Mais recentemente, o Trio Corrente, em 2013 e Eliane Elias, em 2016, receberam também Grammys por estas categorias.

Na cerimónia de 2017, Kiko Loureiro foi ainda o primeiro brasileiro a ganhar um Grammy pelo seu trabalho com uma banda de metal. Após 12 nomeações, a banda Megadeth finalmente recebeu o seu primeiro Grammyna noite do dia 12 de fevereiro. Nomeada para a categoria de Melhor Performance de Metal com a música Dystopia, do álbum homónimo, a banda conta com a participação de Kiko Loureiro desde 2015.

 

mundodemusicas

HORA DO MATE